Parque Natural Municipal do Intelecto (PNMI)

O Parque Natural Municipal do Intelecto foi criado em 27 de dezembro de 1991 através da Lei Municipal nº 2.770, denominado naquele momento Parque Municipal do Campestre. Em um área de 21,6 hectares, em 2003 por meio do Decreto Municipal Nº 1.851 foi incorporada a área verde denominada Pico do Amor. Em 2006 a Lei Municipal Nº 4.105 alterou o nome de Parque Municipal do Campestre para Parque natural Municipal do Intelecto, reiterando ainda a incorporação da área verde do Pico do Amor passando a sua dimensão a ser 35,13 hectares.

ORIGEM DO NOME

O nome do Parque do Intelecto faz referência a Raimundo Cesário da Costa, responsável por zelar pela área antes da criação do Parque, em 1991. Foi caseiro da propriedade e morador da fazenda e posteriormente foi admitido como funcionário da empresa Vale S.A. A área que hoje correspondente ao Parque era no início do século XX parte da Fazenda Chácara Santa Cruz, de propriedade de Fernando Jardim. Na década de 1940, nos primeiros anos de sua fundação da empresa, a Vale adquiriu as propriedades de Fernando Jardim com o intuito de construir bairros para os funcionários, um hospital, entre outras estruturas para atendimento às demandas de sua atividade. Raimundo, mais tarde chamado de Seu Intelecto, nasceu em 10 de janeiro de 1912, na localidade de Quilombo, no município de Itabira. Seu Intelecto cultivava hortaliças e árvores frutíferas, e vendia seus produtos pelas ruas da cidade. Quando funcionário da Vale, Raimundo tornou-se o responsável pelas hortaliças e frutas destinadas ao Hospital Carlos Chagas e a outras instituições. Segundo os relatos disponíveis, seu Intelecto era um homem comunicativo espontâneo e popular. Ele gritava os leilões nas festas religiosas, por isso também ficou conhecido como o Rei dos Leiloeiros. Repetia diariamente palavras e expressões em outros idiomas, aprendidos com os funcionários estrangeiros da Vale, que constantemente visitavam a chácara. Seria essa uma versão da história do apelido Seu Intelecto. Outra versão é que Intelecto seria corruptela de laranja seleta, que compunha o pregão de Raimundo, quando vendia frutas e hortaliças pelas ruas da cidade.

LOCALIZAÇÃO E HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

O Parque Natural Municipal do Intelecto fica localizado na área central da cidade, na Rua Gerson Guerra, nº 162, Bairro Santo Antônio, entre os bairros Campestre, São Pedro, Centro e Penha. Horário de visitação de 07 às 17 horas. O acesso ao PNMI é gratuito, e para ingressar no Parque deve se apresentar documento de identificação com foto e assinar livro de registro na entrada e na saída.

VEGETAÇÃO

O Parque Natural Municipal do Intelecto apresenta vegetação remanescente de Mata Atlântica, possui vegetação diversificada, entre eles podemos citar alguns exemplares como Jatobá, Cedro, Vinhático, Sapucaia, Juçaras, Braúnas, entre outras. Como no passado a área foi parte de uma fazenda, encontramos também espécies exóticas, principalmente frutíferas.

ATRATIVOS
O PNMI oferece diversas opções de lazer como:

Playground

Viveiro de Mudas

Orquidário

Quiosques

Memorial Carlos Drummond de Andrade

Mirante Pico do Amor

Resultado de imagem para mirante pico do amor

Conha Acústica

Resultado de imagem para concha acústica

Cruzeirinho

Plano de Manejo

A UC possui Plano de Manejo. Este é um documento técnico, que estabelece o zoneamento e as normas que devem presidir o uso da área e o manejo dos recursos naturais, inclusive a implantação das estruturas físicas necessárias à gestão da unidade.

Trilhas e acessos

O Parque Natural Municipal Intelecto é composto por quatro trilhas oficiais pavimentadas, em formato linear e de extensões variadas. Todas as trilhas foram construídas obedecendo a lei de acessibilidade. Estas trilhas dão acesso às estruturas e aos atrativos do parque. O Parque, além de ser um espaço público para lazer em contato com a natureza, serve também como corredor para passagem de pedestres, interligando diferentes pontos da cidade.

Resultado de imagem para trilhas mata do intelecto itabira

Localização Geográfica

Comments are closed